Resposta ao Ministro SS que se irritou com a denúncia do sofrimento dos Portugueses

Lê-se na imprensa que o Ministro SS se irritou com o cartaz da JSD que denuncia o total incumprimento da promessa do Eng.º Sócrates de criação de 150.000 empregos.
Contudo, o Ministro SS parece ter-se esquecido que:

1 – O DESEMPREGO AUMENTOU, O  GOVERNO FALHOU
O Ministro acusa um outdoor da JSD de ser falso, apesar de na mesma declaração reconhecer que o Eng.º Sócrates prometera em 2004 “recuperar 150 mil novos postos de trabalho”.
Mas, falsa é a declaração do Ministro.
O líder da JSD Pedro Rodrigues lembra que “não só o Governo não recuperou postos de trabalho, como a sua política errada levou a que se perdessem milhares e milhares de empregos”.

2 – A JSD É UMA ORGANIZAÇÃO AUTÓNOMA
O Ministro tenta fazer jogo polítiquês, mas esquece-se que JSD é uma organização autónoma do PSD.
Talvez as coisas se passem assim entre a JS e o PS, mas connosco a JSD não precisa nem pede autorização ao PSD para defender as ideias em que acredita. Muitas vezes JSD e PSD estão de acordo, mas isso não necessita de suceder sempre.
Recorda Pedro Rodrigues que “a JSD é autónoma, pensa pela sua cabeça! Quando, como neste caso, vimos o sofrimento enorme de tantos Portugueses com o desemprego, avançamos imediatamente e mesmo que sozinhos no ataque  político ao Governo pelo seu falhanço no combate ao desemprego e no cumprimento das suas promessas!”.

3 –  GOVERNO QUER VITIMAR-SE COM O SOFRIMENTO CAUSADO À JUVENTUDE
Finalmente. Pedro Rodrigues lamenta que “o Governo e o PS se estejam a tentar vitimizar e iludir os portugueses, quando são os portugueses que estão a ser vítimas e a sofrer nas suas vidas o aumento do desemprego!”.
O Governo abandonou a juventude, abandonou os Portugueses!
Os problemas económicos e sociais em Portugal agravam-se, mas o Governo não actua nem resolve.
Em vez disso dedica-se à propaganda, vitimiza-se para tentar fazer esquecer os seus falhanços, e com isso o desemprego aumenta e os Portugueses sofrem mais.

No Portugal Diário: JSD «surpreendida com irritação» de Santos Silva.
«Quem tem razões para estar irritado com o Governo são os portugueses», defende líder da juventude «laranja»

Anúncios

7 comentários

Filed under Notícias

7 responses to “Resposta ao Ministro SS que se irritou com a denúncia do sofrimento dos Portugueses

  1. Piorquemao

    É uma boa forma de expor a inúmeras mentiras do mais ardiloso engenhoso que já pisou o poder após Abril.

    Basta de embustes saloios diários, basta de propagadas narcisistas pensando que cá fora somos todos cordeiros ou todos estúpidos,….

    Bem Haja,…

  2. A JSD dá o exemplo ás outras juventudes partidárias. É irreverente, tem autonomia e sentido de humor. As falsas promessas, o marketing fraudulento e outras inverdades, mostram que Sócrates mente. Nada melhor do que lembrá-lo á população. Parabéns !!

  3. Por falar em contradições de José Sócrates e do PS, aconselho o visionamento deste vídeo.

    Keep up the good work

  4. E os 150 mil empregos?
    “O ministro do Trabalho admitiu em entrevista à TSF, que a meta do Governo não passa agora por criar 150 mil empregos, mas «manter os postos de trabalho que existem», já que as previsões do Governo para 2009 falam num aumento da taxa de desemprego para 8,5%. ”
    in diario.iol.pt

    A primeira conclusão a retirar destas declarações é que a situação económica que vivemos é diferente daquela em que Sócrates fez a promessa de criar 150.000 postos de trabalho e que, por esse motivo, a política a seguir é diferente.
    Estranho é que este argumento não se aplique à líder do PSD no caso do TGV.
    Ou seja, o Governo e o partido socialista argumentaram que MFL fez parte de um Governo que defendeu o TGV e, por esse motivo, não pode agora mudar de opinião política “só” porque a realidade económica nacional veio a ser alterada.
    Contudo, o mesmo argumento já justifica que o Governo deixe de cumprir as suas promessas eleitorais, sem correr o risco de se dizer que este não tem credibilidade!!!

    Por outro lado,

    Sócrates promete, Vieira da Silva “despromete”.
    Na minha modesta opinião, entendo que neste caso em concreto, quem devia dar a cara pela alteração dos objectivos prometidos, devia ser a mesma pessoa que fez promessa.
    Trata-se de uma questão de respeito pelo povo português, pela importância humano-social do que foi prometido e pela responsabilização dos nossos governante perante os eleitores.
    Mas claro que isso iria afectar a imagem de Sócrates. Assim a “despromessa” foi primeiramente anunciada por um Ministro porque é essencial manter a imagem do “ salvador da pátria”!

    Já agora, só para recordar cá vai uma noticia da agência lusa de 18-08-2008:

    “José Sócrates regressou de férias com um discurso optimista sobre a economia portuguesa. O Primeiro-ministro falou sobre os últimos números do crescimento económico e garantiu que está prestes a cumprir a promessa eleitoral de criar 150 mil novos postos de trabalho.
    As declarações de José Sócrates foram feitas esta manhã de segunda-feira em Santo Tirso, durante a inauguração de um novo centro de atendimento da Portugal Telecom. «Apesar de todas as críticas e pessimismo dos que falavam em metas ambiciosas e impossíveis de realizar, a verdade é que estes números mostram como está ao nosso alcance esse objectivo», afirmou José Sócrates. ”

    Pois é… Afinal os que falavam em metas ambiciosas e impossíveis de realizar tinham razão! Afinal esses não eram pessimistas.Eram realistas!

    É por isso que estou à vontade para acusar o Eng. Sócrates de ser hoje o principal motivo pelo qual os cidadãos portugueses não acreditam nos seus políticos.

    Mas os políticos não são todos iguais. Uns prometem mundo e fundos. Outros mais realistas (e seguramente menos eleitoralistas) prometem aquilo que se pode cumprir.

    jsdpacosdebrandao.blogspot.com

  5. Ricardo Carvalho

    A JSD é assim mesmo…irreverente!
    A JSD é assim mesmo…a consciência crítica do PSD!
    Afirma-se assim a JSD!
    Esta última iniciativa (muito positiva ) traduz-se nesta mesma irreverência de fazer política, de criticar construtivamente, de chamar à atenção…
    Só assim temos capacidade para chegar junto da Juventude Portuguesa…
    O politicamente correcto é isso mesmo.. politicamente correcto…e os jovens estão cansados dessa correcção, os jovens estão afastados da política porque os políticos faltam à verdade, fazem promessas em detrimento de assumirem compromissos, as causas políticas são as mesmas de há 30 anos, as reformas estruturais são adiadas não de ano para ano mas de década para década.
    Claro que o outdoor não agrada a todos!
    Na política não se consegue agradar a todos!
    É também essa uma das suas essências…
    Mas o outdoor é apelativo, directo, factual e sobretudo verdadeiro (verdade que vai cada vez mais faltando a este Governo Socialista).
    Esta CPN tem o mérito de se assumir como irreverente, de não andar a reboque do PSD, de marcar a sua Agenda, de levar a cabo o compromisso assumido de uma nova forma de fazer política para os jovens.
    Temos de assumir o nosso caderno de encargos para os próximos actos eleitorais.
    Temos de exigir ao PSD que o Programa Político para a Juventude seja da JSD.
    Conto com isso e que esta seja a nossa exigência à CPN e da CPN ao Partido.
    Estou convicto que assim será.
    Parabéns à CPN .
    Bem hajam!

    (in http://www.psicolaranja.blogs.sapo.pt

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s